Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, RIO LARGO, Rua Dr Emilio De Maia 191, Mulher, de 15 a 19 anos, English, Música, Informática e Internet, Cinema,Sair com os Amigos.
MSN - Danielly_Lavigne191@hotmail.com




 Dê uma nota para meu blog


 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Avril Lavigne Brasil
 Avril Lavigne Oficial





My World


Solidão é espaço vago no coração,
não tem fundo, nos afunda no abismo
da escuridão, é vazio cheio de despeito,
um buraco no peito, um deserto de amplidão.

Solidão é um silêncio medonho,
do tamanho do próprio ser, que enche
a alma muitas vezes sem um porquê.

Solidão é como um barco naufragado,
sem um porto para ancorar, que vagueia
sem rumo, perdido em alto mar.

Solidão é caminhar conversando com
própria sombra refletida, e na loucura
de cada passo saber que esta sombra
tem vida.

Solidão é chuva fina em dias de frio,
é observar da vidraça os pingos caindo
até se formarem um rio.

Solidão não tem chão,
não tem fundo,
é buraco profundo
criado no coração.

Solidão é flor sem perfume,
céu sem mar,
mar sem ondas,
noite sem luar,
é rastro desmanchado pelo vento
de um pássaro que já não pode
mais voar.



Escrito por Danielly Medeiros às 22h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Beijei os lábios da noite
Sentenciando minha pena
e como testemunha eu tinha
somente as estrelas.

Lábios que profanaram
em beijos que me ardiam
sem dizer nenhuma palavra
apenas me possuíam.

Naquela noite eu sabia
que os beijos da noite eram passageiros
como a luz do dia

Eram lábios
vagos na escuridão
covardes e arredios
que beijavam e traiam
sem pedirem perdão.

Lábios traiçoeiros,
eu já sabia
que me negarias como um Judas
antes que clareasse o dia.



Escrito por Danielly Medeiros às 22h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Saudade aprisionada
neste peito tão cansado
Setes chaves não te libertam
e te condenam ao passado.

Neste canto onde choras
ninguém sabe
Ninguém vê
Não tem preces, nem promessas
que te façam esquecer.

Saudade aprisionada,
nesta cela do meu ser!
As recordações te deram vida eterna
e jamais irás morrer
.



Escrito por Danielly Medeiros às 22h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]